Arte, vida, infância, território. Por uma semiótica da imaginação e do espaço