Europeu e Supraeuropeu: o olhar à distância de Nietzsche